Cabelos Cacheados/Crespos em Alta?!

Boa tarde meus queridões! Estou ótima e vocês? Espero que estejam muito bem!

Hoje me deu uma inspiração daquelas pra escrever aqui no blog! Já gosto de escrever, com vontade então! Fico na torcida para que apreciem a leitura! ;*
Sou de uma geração que passou boa parte da infância e juventude tentando domar a natureza dos fios com produtos químicos tão fortes, que geralmente causavam corte químico e queimaduras no couro cabeludo. Nem assim, eu desistia! Valia tudo para ter um cabelo mais aceitável! Ser chamada de “relaxada” não era o que eu queria ouvir! Alguém me disse que negras deveriam “se cuidar” e que o cabelo não poderia ser “duro”, porque não era bem visto. Dava um ar de desmazelo!

Naquele tempo, boa parte de nós, mulheres de cabelo encaracolado, não tinham acesso à informação de como cuidar do nosso cabelo! Produtos próprios para eles? Não existia! Tudo o que nos “ensinavam” era que o nosso cabelo não era bom o suficiente e algo teria que ser feito para deixá-lo parecido com o das modelos de revistas e quem sabe, semelhante aos daquelas que estampavam as embalagens dos alisantes! Aquele cabelo impecável e brilhante, totalmente reto e “perfeito” era o único alvo a ser perseguido, ainda que isso fosse totalmente impossível! Era o equivocado “recurso” ao nosso alcance!

Lembro das muitas vezes que ia lavar meu cabelo, eu achava que, ao usar determinado xampu ou condicionador, meu cabelo teria o mesmo resultado do cabelo da moça do rótulo! Eu simplesmente não compreendia o porquê dos meus fios enrolarem minutos depois do banho. E essa frustração se repetia todas as vezes que eu trocava de xampu!


                                                        Imagem da internet


Como vocês sabem, estou perto de completar 5 anos desde que parei de vez com o uso dos alisantes/relaxantes. Mas hoje, os tempos são outros! Tanta coisa mudou desde então e confesso, que isso me dá um grande alívio porque as próximas gerações poderão fazer escolhas baseadas em informação e não mais em ditadura da beleza!

Quando fiz o Big Chop, eu me senti solitária em meio à tantas mulheres de cabelo alisado! Não que eu seja contra (porque definitivamente eu não sou), mas eu não tinha com quem dividir experiências ou até mesmo tirar alguma dúvida. Foi por isso que comecei a escrever meu blog, inclusive!

As pessoas olhavam para mim como se eu fosse alguma extraterrena, como alguém que estava totalmente fora de contexto, afinal, por que meu cabelo era tão curto e crespo? Só que eu não ligava para isso! A minha decisão estava mais do que concretizada! Eu já estava apaixonada pelo meu cabelo natural! Nenhum olhar atravessado ou alguma crítica seriam capazes de me atingir!
Felizmente o cenário é outro! Agora, é tão mais comum encontrar pessoas cacheadas/crespas pelas ruas, independente de cargo ou posição social, sexo ou idade! E esse número é cada vez mais crescente! Ainda bem! ;)


                                                   Imagem da internet


Essa “multidão crespa” que começa a “tomar corpo” em nossa sociedade, despertou os olhares das empresas. Elas começaram a visualizar um mercado carente e promi$$or e passou a desenvolver produtos para satisfazer as necessidades desse público, ignorado por anos! Um novo consumidor consciente, que nas entrelinhas deixou bem claro: “Eu quero usar meu cabelo natural! Não vamos mais “engolir” produtos que transformem a originalidade dele!”

E, como num passe de mágica, esse tipo de cabelo surge em revistas, outdoors, painéis, anúncios, propagandas de tv e tudo mais! Para justificar esse acontecimento, algum figurão vem dizer: “Cabelo cacheado/crespo está em alta!” E essa frase é como um sedutor atrativo para os desavisados, que “caem” de paraquedas em nossa comunidade, causando efeitos devastadores, na minha opinião!                                                                                     
Você também acha que cabelos cacheados/crespos estão em alta? Já sentiu-se seduzido ou atraído com esse jargão?

                                                               Imagem da Internet

Mais do que nunca, é importante que façamos uma reflexão sobre o verdadeiro agente motivador desse movimento cacheado/crespo em nossa sociedade! Não tem nada a ver com moda, tendência ou sei lá o quê! Dizer que está em alta, é mais uma invencionice, criada por algum “cérebro” que só pensa em se aproveitar de alguma forma, do que está acontecendo! Alguém que quer talvez encabeçar a mudança que começou individualmente, depois em pequenos grupos e tomou essa proporção gigantesca que vemos na atualidade!

Fico receosa quanto aos desavisados, volto a dizer! Pessoas que estão “embarcando nessa” baseados em frases equivocadas como a que citei acima e estão “quebrando a cara” literalmente, afinal, toda essa revolução está acontecendo porque nós dissemos “NÃO!” aos paradigmas que nos foram impostos durante boa parte da nossa vida!
Muitas mulheres estão conhecendo seu próprio cabelo depois de anos! Não são casos isolados! Apesar de não ter uma estatística oficial, posso dizer seguramente isso, porque muitas delas me procuram para ajudá-las a se libertarem das químicas transformadoras. Também tive o prazer de conviver com algumas em comunidades na internet.

                                      Imagem da Internet


Todo essa glamour das fotos, iniciou com histórias sofridas, recheadas de muito preconceito! Feridas que marcaram gerações inteiras, que marcaram a alma dessas mulheres! As histórias vividas por essas pessoas não são as mais belas! São contadas em meio à lágrimas e traumas de infância! Portanto, não venham me dizer, senhoras e senhores, que nosso tipo de cabelo está em alta! Não tem nada a ver com tendência, não é tão bonito quanto parece!

Me sinto orgulhosa de fazer parte dessa geração que está mudando a cabeça das brasileiras! Tá certo que ainda há muito preconceito em torno do cabelo cacheado/crespo! Porém, a nossa força é maior para seguir em frente!
Jamais enfrente a transição porque você achou bonitinho o cabelo da sua amiga ou quem sabe quer que fique igual ao de uma mocinha da internet! O caminho rumo aos cachos é muito mais profundo do que a imagem que aparece aí na sua tela!  Não se deixe enganar! O sorriso que estampa o nosso rosto é resultado de um longo e doloroso caminho! É um sorriso aliviado, msturado à sensação de vitória!

Tome uma decisão pelos motivos certos, ou seja, porque você realmente quer e não por uma força impositiva ou por modismo! Se é essa a sua decisão, estou aqui para ajudar sempre! Contem comigo!

Fica aqui meu recado e minha opinião! Essa é a maneira que eu penso!

Espero que tenham gostado! Até o próximo! Beijinhos!

5 comentários:

  1. Ai que texto lindo! Super me identifico com o que você pensa. E sim sou uma ex-lisa muito feliz em descobrir que meu cabelo é bonito sim mesmo quando encontro olhar desaprovador de minha chefa. Houve um tempo em que eu pensava que meu cabelo não tinha salvação hoje me demoro mais no espelho admirando a forma que ele tomou. Sim eu tenho cachos. Sim eles são lindos!

    ResponderExcluir
  2. Oi, amiga, que saudade!!!
    Mais um texto lindo, como sempre. Parabéns!
    Além de assumir cachos, mais um desafio que encontro é assumir brancos......Vejo os olhares dos que não me conhecem e ouço palavras de desaprovação dos "amigos" kkkkkkk
    Mas estou tão feliz que isso não importa. O que importa é que estamos vivendo tempos de liberdade e conhecimento pessoal, como vc disse!! Escreva mais textos lindos como esse. Um gde. bjo. Fica com Deus.

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post nunca usei alisantes porém demorei muitos anos pra aceitar e compreender o que era meu cabelo e me libertar das amarras físicas e psicológicas

    Bjkas

    Jackie Make Up & Beauty

    ResponderExcluir
  4. Oi lindas, muito brigada pelos comentários de vocês! <3 Beijinhos

    ResponderExcluir

Obrigada por vir! Bjs.



Curta nossa fanpage!