Óleo de Rícino

Olá pessoal, beleza?

Quero compartilhar com vocês alguns benefícios e segredinhos para o uso do óleo de rícino. Um óleo mais do que querido e cativo entre os óleos vegetais que utilizo em meus tratamentos!

Óleo de rícino, óleo de mamona, castor oil (em inglês) ou azeite de mamona ou rícino, é obtido a partir das sementes da planta Ricinus Communis. Estas sementes contém uns 40 a 50% de óleo. Rico em ácido undecilênico e ácido ricinoleico.


Utilizado amplamente desde o Egito antigo, ainda hoje podemos disfrutar de seus inúmeros benefícios, que não estão restros apenas ao campo da beleza. Na indústria é utilizado na fabricação de plásticos, lubrificantes e também na produção do biodiesel (biocombustível).

A vovó já recomendava esse óleo para quem estivesse com prisão de ventre, lembra? Mas ele tem inúmeras aplicabilidades, tantas que tive que fazer um “resumão” para trazer pra vocês rs.

Entre outros problemas de saúde onde o óleo de rícino é indicado, estão as infecções provocadas por fungos, problemas gastro-intestinais, enxaquecas, distúrbios menstruais e até pé-de-atleta! #pasmei rs. Também pode ser usado em problemas de pele como acne, eczema, psoríase, além de reduzir a queda capilar.

O óleo de mamona é um óleo denso e espesso. Tem função antibacteriana, extremamente benéfica ao couro cabeludo, ou seja, tudibom! rsrs.

Quando usei pela primeira vez, fiquei espantada com a viscosidade e o cheiro bem característico deste óleo, rs. Por outro lado, o cabelo só agradece!
Costumo dizer que não há limites para uso dos óleos vegetais. Misturo em tudo: creme de pentear, condicionador, uso puro, enfim, vai da maneira que eu desejar.

Para quem quer tratar o couro e fios, segue uma dica de ouro!

Aplicação:

O uso continuado como umectação (1x por semana), melhora a raiz capilar, engrossa, fortalece os fios, combate o frizz e inibe o surgimento de pontas duplas.

1- Distribua o óleo de rícino no couro cabeludo, massageando bem. Em seguida, em todo o cabelo, com o auxílio de uma escova. Envolva os fios com uma touca plástica por 30 minutos ou deixe durante uma noite.

2- Lave normalmente com o seu xampu e finalize como quiser.

O óleo de rícino pode ser diluído em outro óleo vegetal para ficar mais líquido e fácil de espalhar. Eu já misturei ao azeite extravirgem, ao óleo de maracujá e tomate. O resultado é ótimo!
Curiosidades:

* O óleo de rícino é indicado para pessoas que têm falha na sobrancelha (nascimento de novos fios) e nos cílios (alongamento). Adorei saber disso!
* Para quem usa ferramentas térmicas como (secador, chapinha e babyliss), o óleo de rícino funciona como protetor contra danos causados pelo calor destes aparelhos.

 Dilua um pouco de óleo em água e aplique nos cabelos, distribuindo a mistura com ajuda de um pente antes de usar. Nao coloque muito óleo porque o objetivo é proteger o cabelo e não deixá-lo oleoso.

Essas duas últimas dicas eu nunca testei! Usar o óleo de rícino na sobrancelha fará parte do meu ritual de beleza a partir de já rs. Anotado!

Se teu cabelo está seco, fino demais e frágil, tá aqui uma ótima e eficaz opção de tratamento para ele! E aí? Vai ficar olhando? Mãos à obra galera!

Beijos!

2 comentários:

  1. Posso usar o óleo com o cabelo pranchado?

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bia, tudo bem? Pode usar como tratamento, em forma de umectação 1x na semana! Assim ele irá fortalecer seus fios! Beijinhos.

    ResponderExcluir

Obrigada por vir! Bjs.



Curta nossa fanpage!