Web Toolbar by Wibiya

Procurando por

Carregando...

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

A Admirável Transição Capilar de Cida

Meninas, todos os dias estou aqui dando a maior força para que as mocinhas “alisadas” e “relaxadas” assumam seus cachos!

E há uma realidade que não se pode negar que é a tal da transição. Esse processo requer muita paciência e muita perseverança, mas totalmente possível de ser encarada!

É tão possível, que esta postagem é sobre o histórico de uma amiga, a Cida. Nos conhecemos no fórum Encaracoladas e mantemos uma amizade bastante legal fora de lá também.

A trajetória dela é muito admirável porque, apesar de já ter se livrado de parte da química, ela ainda convive com duas texturas! Isso mesmo! E o cabelo dela está lindo!

De antemão quero agradecer a ela por ter compartilhado conosco essa experiência maravilhosa e especialmente à Dezinha, do blog Devas Brasil, que foi uma fofa ao autorizar a imagem dela aqui no meu cantinho.

Pude perceber o carinho, por parte da Cida ao dizer que a Dezinha faz parte da história dela, ela queria muito mesmo que essa foto estivesse aqui!

E eu agradeço a vocês duas, de coração!

Vamos ver essa linda história?

 

“Eu nasci com cabelo enroladinho, daí fui crescendo e foi ficando cada vez pior! Mamãe, tadinha, não frequentava a comunidade cabelos cacheados e muito menos o encaracoladas daí quem sofria era eu!

Muito pente e muita trança que me renderam um trauma até hoje!  Quase nunca ou nunca prendo o cabelo! Trança nem pensar! Mas perdoe, mamãe! Gente, era o melhor que ela podia fazer por mim. Te amo Mãe!!!

Fui crescendo e a vizinha que era cabelereira, com a melhor das intenções, tacou amacihair na minha cabeça e eu adorei. Foi minha libertação pois eu poderia a partir daquele momento andar com ele solto.

Relaxava a cada seis meses e me sentia a pessoa mais feliz da face da terra! Com o passar dos anos comecei a sentir a febre do mais liso, foi quando mudei de endereço e de cabelereira. Ela aplicou guanidina em meu cabelo! Era maravilhoso, pois tinha raiz mega lisa e todo o comprimento mega cacheado, uma sereia, adorava.

E comecei a escovar mais freqüentemente, eram só elogios...

Após alguns anos, o que era raiz virou ponta, completamente lisa por sinal. Foi quando percebi que minha primeira cabelereira tinha razão em dar relaxamento fraco com pincel e so passar a mão, tudo para não destruir meus cachos.

Meu cabelo estava de tal forma esticado de guanidina que não tinha cacho, onda, marola, nadinha...essa foto abaixo é só lavado normal.

Comecei a sentir falta da cabeleira cacheada e volumosa. Em março de 2008, encontrei uma comunidade no Orkut chamada Cabelos Cacheados. Para mim foi o paraíso onde encontrar as respostas à todas as minhas duvidas capilares!

Fiz muitas, muitas amizades por lá e aprendi a cuidar de meu cabelo. Aos poucos fui ganhando umas marolinhas novamente e algumas partes ensaiavam uns cachos...

Todo mundo queria que eu cortasse a parte mais esticada de meu cabelo, mas eu era apegada, muito apegada a ele.

Nessa época, eu usava o Kit Deva e estava feliz com cada cachinho novo que aparecia.

Em 2010 criei coragem e cortei o cabelo, aliás, dona Dezinha cortou. Foi um dos dias mais felizes de minha vida!

Que coisa libertadora foi cortar o cabelo, gente! Me sentia feliz, leve e todo mundo elogiando! Nossa fez tão bem!!!

 

Depois daí foram varias entradas e saídas na rotina No Poo. Veio a vontade de parar de relaxar (amaciamento) e voltei ao Forum Encaracoladas!

Com muita força de vontade e ajuda das meninas estou sem amaciamento há um ano e dois meses, com a alegria de descobrir como é meu cabelo de verdade, seus cachos e suas manias.

image

Na minha transição que ainda continua..tenho hoje 50% de cabelo natural, não vou dizer que foi ruim também não foi tão bom assim..rs.

É trabalhoso, mas vale a pena! Não sei se ficarei com cabelo cacheado natural, se voltarei a relaxar, mas o que sei é que quero conhecer meu cabelo, esse que nasce de mim, de verdade, saber como ele é, como se comporta!

Isso e o apoio das amigas, o álbum de Luminha (agradeço a você Luminha por liberar uma historia capilar linda, em que eu me agarro sempre que penso em largar tudo de mão quando essa cabeleira me estressa) me fez aguentar os bad hair days, piadas infames e coisas sem noção de pessoas que não gostam de molinhas!

Uma coisa que vale muito a pena meninas é não ficar com a nóia da raiz crespa crescendo e ter que voltar correndo pro salão! É bom demais! Eu peguei nojinho de salão! gente eu converso demais.

Hoje fico comprando creminho, me divertindo com meus cachos e digo que finalmente EU TENHO CACHOS!”

Gostaram meninas?

O que me chama atenção também é o fato de que a Cida está descobrindo agora o seu cabelo natural! E assim como ela, existem muitas mulheres que iniciaram o uso de relaxantes e alisantes desde cedo e sequer conhecem seus fios! Impressionante e ao mesmo tempo assustador, não é mesmo?

Eu tenho certeza de que esse post vai ajudar muita gente a tomar uma decisão e evitar que mais alguém volte atrás em sua transição capilar! Vamos em frente!

Um grande beijo!

 

Comente com Blogger
Comente com Facebook
Comente com Google+

8 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por vir! Bjs.